16 julho 2013

O que ainda falta no LINE? Há chances dele tomar o lugar do WhatsApp?


O LINE, como todos sabem - ou não -, é um mensageiro instantâneo que atualmente conta com suporte para as principais plataformas, entre elas o iOS, Android, Windows Phone, BlackBerry e S40.

A ideia de criar um aplicativo baseado em rede de dados se deu a partir do momento em que ocorreu o catastrófico Tsunami no ano de 2011 no Japão, quando as pessoas tinham dificuldade em se comunicar devido as enormes filas nos telefones públicos do país.

A cada dia mais o aplicativo "toma o mundo", digo, recebe à cada dia mais, mais usuários adeptos. Atualmente ele está disponível em mais de 230 países e em diversos idiomas, inclusive o nosso querido português. Mas, o que ainda falta no LINE? O que ainda falta para ele se tornar uma ameaça ao mundialmente conhecido WhatsApp?

Pensando nisso, resolvi elaborar um texto destacando as principais indisponibilidades "presentes" no aplicativo para o sistema operacional S40. Como todos sabem - ou não, de novo - ele nunca recebeu sequer uma atualização para a plataforma S40 (Series 40, e não Symbian). Por isso, considero justificável ele possuir uma vasta quantidade de bugs, falta de funções etc. etc. etc.

Confira abaixo uma pequena lista elaborada por mim nesta noite de segunda-feira, 15 de julho:

1. Impossibilidade da troca de foto de perfil
Apesar dessa possibilidade já estar presente no mensageiro, é praticamente impossível carregar uma foto e aplicar-lá como "avatar", a menos que você tire uma foto "na hora", digo, se auto fotografe no momento, entende? Bom, é isso que prejudica a performace do utilitário, a impossibilidade de carregar uma foto de perfil. Isso não ocorre em todos os S40, é apenas em alguns. Provavelmente na próxima atualização esse bug seja corrigido. Pelo menos é o que eu espero.

2. Impossibilidade de enviar vídeos e arquivos de áudio
Enquanto o WhatsApp oferece esse recurso aos seus clientes há bastante tempo, o LINE corre contra o tempo, tal que, esta função ainda não está disponível para seus clientes, causando muito transtorno a, principalmente, quem trabalha com música.

3. Demora na entrega das mensagens
Fiz diversos testes para tentar descobrir qual o tempo que leva para uma mensagem ser entregue ao destinatário. Em meus testes, ele demorou cerca de 8 segundos, desde o envio até o recebimento. Mas dependendo da velocidade da sua internet, esse tempo pode ser bem maior, bem maior mesmo. A demora no recebimento pode variar entre 8 segundos e até 2 minutos, ou mais.

4. Não é possível modificar o toque de alerta de novas mensagens
Ainda não é possível fazer essa modificação, fazendo com o que os usuários se reservem apenas ao toque padrão.


5. Notificações Push através de um segundo aplicativo
Diferentemente do WhatsApp, que alerta o usuário sobre novas mensagens através de uma ferramenta própria, o LINE utiliza um segundo aplicativo que roda em segundo plano para alertar o usuário. Uns gostam dessa forma de notificação, já outros, assim como eu, detestam.

6. Poucos usuários utilizando, resultando em poucos amigos
Este é um dos problemas principais do LINE, mas isso não depende apenas dos desenvolvedores, depende também de todos nós. Os criadores do aplicativo estão investindo pesado em divulgação, tanto na internet quanto na TV Aberta e por assinatura.

O esforço visto nos desenvolvedores do mensageiro para o crescimento e reconhecimento do aplicativo por parte de nós, é enorme, disto eu não tenho a menor dúvida. Mas nada do que eu disse nos parágrafos acima irá fluir se nós não divulgarmos e recomendarmos aos nossos colegas de trabalho, de escola, de faculdade; à nossa família e à nossa vizinhança. O desenvolvedor cria e nós o ajudamos a crescer. É assim que funciona. O crescimento de seja lá qual for empresa, negócio, projeto, entre outros, não depende apenas dos criadores. Boa parte depende de mim, de você e de todos nós.

Se o LINE irá tomar o posto do WhatsApp, ainda cedo para se dizer, mas que é possível, é.

Ainda não conhece o LINE? Clique aqui e saiba como baixar em seu aparelho celular.

Você, leitor, tem algo a acrescentar? Comente. Saiba que comentários, sejam eles bons ou ruins, são sempre bem vindos por nós blogueiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao comentar, você declara estar ciente da nossa Política de Comentários.